NOTÍCIAS

PIRATINI RECUA E NÃO COLOCARÁ AÇÕES DO BANRISUL NO MERCADO

06/DEZ

                                                                                                   Cúpula do Governo está reunida em busca de alternativas

Governo do Estado desiste de vender ações do Banrisul  | Foto: Guilherme Testa / CP Memória
 

O Governo do Estado recuou de realizar a transação de venda de ações do Banrisul, que ocorreria neste mês. A decisão se deu em função da queda no preço de ações do banco. O valor no mercado hoje chegou a R$ 14, ficando abaixo do valor patrimonial, de R$ 17.

Segundo o governo, entre os motivos para a queda no valor das ações estão o entendimento, pelo mercado, de que o Banrisul não será privatizado, o que reduziu o interesse de investidores. O mal momento das bolsas de forma geral também teria contribuído para o cenário desfavorável. “Vamos retomar a iniciativa no momento em que o mercado estiver satisfatório. O governo não irá liquidar ações do Banrisul a qualquer preço. Não seremos irresponsáveis”, disse integrante da cúpula do Piratini.

O road show para investidores teria início na próxima semana. O governador José Ivo Sartori está reunido na tarde desta quarta-feira com integrantes da Secretaria da Fazenda, que apresentam cenários financeiros sem a transação, que poderia gerar, segundo estimativa inicial, cerca de R$ 2,2 bilhões.

A venda de 49% de ações ordinárias do banco era uma das principais apostas para viabilizar o pagamento do 13º salário aos servidores, além da adesão ao Plano de Recuperação Fiscal, que também não está avançando em função de exigências da Secretaria do Tesouro Nacional.

Em outubro, o governador José Ivo Sartori anunciou a venda das ações excedentes que tem sob o seu domínio do Banrisul, ou seja, 49%. Com isso, o Estado tinha o controle acionário de 51%, o que garantia o a manutenção do Banrisul como banco público.

Correio do Povo


Outras notícias

Mais notícias