Notícias

Caixa anuncia R$ 30 milhões para retomada de patrocínios culturais

Edital para seleção dos projetos será lançado nesta quinta-feira, nos segmentos de artes visuais, cinema, dança, música e teatro

A Caixa Econômica Federal vai retomar os patrocínios de projetos culturais que foram suspensos no governo de Jair Bolsonaro. O edital para seleção dos projetos será lançado nesta quinta-feira (26), durante evento sobre os primeiros cem dias do banco na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao todo serão investidos R$ 30 milhões neste ano. O último edital foi lançado em 2018.

Poderão se inscrever produtores de todo o país nos segmentos de artes visuais, cinema, dança, música e teatro. A expectativa da Caixa é receber entre 7 mil e 10 mil propostas de projetos.

Cada produtor poderá inscrever até dez projetos, independentemente do segmento. A Caixa vai oferecer os espaços culturais para as apresentações, que podem ocorrer de forma itinerante.

Atualmente existem sete espaços culturais, em Brasília, Recife, Fortaleza, São Paulo, Salvador, Curitiba e Rio de Janeiro. O banco pretende retomar as obras do centro cultural de Porto Alegre e abrir mais dois, em Belém e São Luís.

– O investimento da Caixa na área cultural cessou em 2018. Estamos retomando os espaços com todas as atividades que eles podem ter. Isso gera emprego para o setor cultural que estava abandonado – disse a presidente da Caixa, Rita Serrano.

Segundo ela, a retomada dos patrocínios é muito aguardada pelo setor. O nosso objetivo, destacou, é democratizar o acesso à cultura, com ingressos no valor médio de R$ 15.

O edital fica aberto até 31 de maio e o plano do banco é divulgar a seleção de projetos aprovados na última semana de julho para que eles comecem a rodar no início de agosto.

Para se inscrever, os interessados devem preencher um formulário no endereço www.programaculturalcaixa.com.br, a partir desta quinta-feira. A inscrição deve ser feita por pessoa jurídica ou microempreendedor individual (MEI) que atuam com atividades culturais.

O banco busca projetos que sejam inovadores, com abordagens da sustentabilidade ambiental, social e econômica. Propostas que tratam culturas populares brasileiras e com relações com as comunidades locais terão prioridade.

Fonte: Agência O Globo

Veja outras notícias

Santander ouve demandas dos empregados do RS

Representantes dos trabalhadores e do banco se reuniram nessa quarta-feira (10/4) Nesta quarta-feira, 10 de abril, dirigentes sindicais e empregados do Santander de todo o estado estiveram reunidos com representantes do banco na sede da Fetrafi-RS, em Porto Alegre. Os...

Funcef precisa de diretoria e conselheiros capacitados

Votação já começa na próxima semana; conheça bem os candidatos Nos últimos anos, a Funcef e os participantes de seus planos têm enfrentado inúmeras dificuldades e ataques, com projetos de lei e resoluções de órgãos de controle que reduzem as responsabilidades das...