Notícias

CORONAVÍRUS: E-MAIL DO SANTANDER GERA DESINFORMAÇÃO

Comunicado enviado a parte dos bancários dá orientações sobre afastamentos por causa da pandemia de covid-19; Sindicato cobra que a mensagem seja direcionada a todos os trabalhadores a fim de evitar maus entendidos

""

Um comunicado interno do Santander orientando os trabalhadores do grupo de risco a se manterem isolamento por causa da pandemia de coronavírus (covid-19) foi enviado apenas a uma parcela dos bancários, causando desinformação. 

Faça a sua sindicalização e fortaleça a luta em defesa dos direitos dos bancários
​> Assine o boletim eletrônico com notícias específicas do Santander

A mensagem oficializa procedimentos, pedindo que os trabalhadores do grupo de risco permaneçam “em isolamento domiciliar durante o período de grande circulação do vírus em nosso país”. O comunicado está de acordo com o que já vem sendo praticado nas últimas semanas. 

O comunicado informa, ainda, que os trabalhadores inseridos no grupo de risco têm alternativas:  trabalhar em home office, sem alternar para trabalho presencial em esquemas de rodízio. O comunicado ressalta que, para esta opção, “é fundamental o alinhamento com o seu gestor”.

Para as demais situações que justifiquem ausência, os bancários deverão preencher uma auto declaração, envia-la para o Fale com RH, ou ligar para (11) 3012-2881, para que o procedimento de justificativa de ausência seja efetuado. 

O problema é que o banco enviou o comunicado apenas para uma parcela dos trabalhadores. Os critérios de envio não ficaram claros, e o recebimento da mensagem não garante se o trabalhador está ou não inserido no grupo de risco. 

As pessoas que se enquadram em algum dos critérios de risco, mesmo que não tenham recebido o e-mail, devem seguir os procedimentos estabelecidos pelo comunicado. 

São consideradas grupo de risco as pessoas com 60 anos ou mais (com ou sem doenças crônicas); Hipertensos; Diabéticos; Doentes pulmonares graves (asma e bronquites graves, DPOC e dependentes de oxigênio); Deficiências do sistema imune (HIV, Lúpus, tratamento de Câncer, Esclerose Múltipla, dentre outros); Doenças renais crônicos (Insuficiência Renal, tratamento de diálise); Gestantes.

O comunicado informa ainda que no “primeiro momento haverá concessão de férias por até 30 dias, baseado na Medida Provisória 927/2020”. 

O Sindicato é contra a implementação dessa Medida Provisória. Contudo, o banco já a implementou, sem negociação prévia com os representantes dos trabalhadores.

> Coronavírus: bancários cobram mais proteção para a categoria

“O Sindicato cobrou do banco, na última sexta-feira 24, que mensagem seja enviada a todos os trabalhadores a fim de orienta-los e para evitar maus entendidos”, informa Welington Corrêa, dirigente sindical e bancário do Santander.

 

FONTE: SP BANCÁRIOS

Veja outras notícias

Pioneirismo do Santander prejudica funcionários

Mais uma vez o Santander saiu na frente na implantação de mudanças que trazem prejuízos aos trabalhadores do sistema financeiro Desde o dia 4 de setembro, o banco Santander voltou a abrir suas agências das 9h às 10h para atendimento prioritário e das 10h às 16h para o...

Entenda porque votar sim na proposta do Saúde Caixa

Bate-papo ao vivo apresentará a proposta que estará em pauta nas assembleias de quinta e sexta-feira; Contraf-CUT, Fenae, Comando Nacional dos Bancários, sindicatos e federações de suas bases indicam voto sim na proposta construída pelo GT formado pela Caixa com as...

%d blogueiros gostam disto: