Notícias

CORONAVÍRUS: TRABALHADORES DO GRUPO DE RISCO DEVEM FICAR EM CASA

Negociação entre a COE e o banco espanhol conquista garantia de segurança para trabalhadores

""

 

Após negociação com a Comissão de Organização dos Empregados (COE), o Santander garantiu que bancários do grupo de risco ficarão em casa enquanto durar a pandemia provocada pelo novo coronavírus. Consideram-se pertencentes ao grupo de risco trabalhadores acima de 60 anos, diabéticos, hipertensos, cardíacos, asmáticos, em tratamento contra câncer ou com qualquer doença crônica ou imunodepressiva.

Tempo Real: Acompanhe as notícias sobre o Coronavírus nos bancos

Estes trabalhadores devem apresentar relatório médico indicando em qual situação do grupo de risco ele está inserido. O documento não deve conter prazo, uma vez que não se trata de um atestado médico. Quem estiver no grupo de risco e porventura tenha apresentado um atestado com 14 dias deve procurar seus médicos e pedir um relatório sem data de retorno. Os bancários com mais de 60 anos e sem nenhuma das doenças estabelecidas devem apenas preencher a autodeclaração.

Outras medidas

O Santander garantiu também que pertencentes ao grupo de risco que atuam em locais que foram fechados pelo banco e sua equipes estão em férias coletivas. Ou seja, ficam os 15 dias em férias coletivas e, findo este prazo, devem continuar em casa e apresentar o relatório médico sem prazo.

“Com estas medidas, todos os trabalhadores do grupo de risco estão à disposição para entrar em trabalho home office, a depender da função e disponibilidade do banco. Estas reivindicações feitas pelos representantes dos bancários têm como objetivo garantir segurança e bem-estar a todos neste momento crítico pelo qual estamos passando. Esta é uma das maiores preocupações do movimento sindical atualmente”, explicou Rita Berlofa, dirigente sindical e membro da COE.

Rita explica, também, que na ausência do relatório médico, os trabalhadores do grupo de risco devem preencher autodeclaração disponível na intranet. Porém, pode ser exigido que comprovem seu quadro clínico a qualquer momento.

“Cabe ressaltar que as pessoas no grupo de risco não terão qualquer desconto salarial para os dias não trabalhados”, completou Rita.

 

FONTE: SP BANCÁRIOS

Veja outras notícias

Assembleia aprova projeto que congela investimentos no RS por 10 anos

PLC era uma das últimas exigências para adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou nesta terça-feira (17), por 32 votos a 13, o PLC 48/2022, que altera a lei estadual do teto de gastos para limitar o...

COE e Bradesco negociam retorno ao trabalho presencial

Funcionários devem voltar até o dia 6 de junho; ACT de Teletrabalho passa a valer a partir de segunda-feira (23) A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu com a direção do banco nesta terça-feira (17) para debater o retorno ao trabalho...

%d blogueiros gostam disto: