Notícias

Curso de Vigilância e Atenção à Saúde dos Trabalhadores: Módulo 2 será dia 19

O evento visa o aprimoramento da formação de dirigentes sindicais da categoria nos temas de saúde ocupacional e seus desdobramentos

O segundo módulo do Curso Vigilância e Atenção à Saúde do Trabalhador, organizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), será realizado no dia 19 de julho, das 15h às 18h.

A aula online, que será ministrada pela Dra. Leonor Poço, assessora jurídica da Contraf-CUT para a área da saúde do trabalhador, vai abordar os aspectos jurídicos relacionados à saúde e condições de trabalho na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, nos Acordos Coletivos de Trabalho (ACT), nas Normas Regulamentadoras (NRs) e nas Convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Os inscritos receberão o link de acesso no e-mail cadastrado.

Curso

O Curso de Vigilância e Atenção à Saúde dos Trabalhadores começou no dia 28 de junho, no auditório da Contraf-CUT, em São Paulo. A médica e pesquisadora da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho, Maria Maeno, conduziu as reflexões sobre vigilância em saúde do trabalhador. “Os dirigentes sindicais são a grande referência para os trabalhadores em geral. Se eles não tiverem uma boa formação, souberem onde estamos, como estamos e para onde e como queremos chegar, eles acabam sendo uma referência parcial. Existem vários conceitos e acontecimentos passados que precisam ser conhecidos. Pois muita coisa que está acontecendo agora já aconteceu no passado, e conhecendo esse histórico, eles [os dirigentes] saberão como se prevenir dos desvios que podem ocorrer contra os interesses coletivos dos trabalhadores”.

A segunda aula aconteceu no dia seguinte e teve como tema central a saúde no contexto do trabalho bancário. Ministrada pelo psicólogo André Guerra, doutor e mestre em Psicologia Social e Institucional.

O evento promoveu uma reflexão sobre os desafios enfrentados pelos trabalhadores no ambiente bancário e a importância da saúde física e mental nesse contexto. O palestrante destacou a necessidade de uma atenção especial à saúde dos trabalhadores bancários, que estão sujeitos a diversas pressões e demandas no seu dia a dia. Foram abordados temas como estresse, sobrecarga de trabalho, assédio moral e suas consequências para a saúde física e emocional dos profissionais.

“A saúde no contexto do trabalho bancário é uma questão fundamental, pois afeta diretamente a qualidade de vida e o bem-estar dos trabalhadores. É preciso estar atento às condições de trabalho, aos impactos psicossociais e buscar estratégias para promover um ambiente saudável e acolhedor”, afirmou Guerra.

A aula contou também com debates e trocas de experiências entre os participantes, que puderam compartilhar suas vivências e desafios no ambiente de trabalho bancário. “Essa interação assinou um enriquecimento mútuo e a construção de um espaço de reflexão coletiva”, completou o psicólogo.

No dia 23 de agosto, o módulo “Organizando a ação” será online. Os alunos voltam presencialmente a São Paulo nos dias 19 e 20 de outubro, para as duas últimas aulas: “Vigilância em Ação” e “Acolhimento dos Trabalhadores”.

FONTE: CONTRAF

Veja outras notícias

Trabalhadores entregam reivindicações aos bancos

Encontro marca início da Campanha Nacional de 2024 para a renovação da Convenção Coletiva da categoria; Trabalhadores do BB e da Caixa também entregaram minutas específicas de renovação de acordos coletivos   O Comando Nacional dos Bancários, que representa as...

Bancários iniciam campanha de negociação salarial

Atos em todo o país mostram que 'perrengues' da categoria unificam luta por aumento real e direitos; em São Paulo, também houve manifestação contra juros altos Com o lema #ASuaLutaNosConecta, sindicatos de bancárias e bancários de todo o país foram às ruas, nesta...