Notícias

GANÂNCIA POR LUCRO: BRADESCO COMPRA BANCO IBI POR R$ 1,4 BILHÃO E IGNORA FUNCIONÁRIOS

O segundo maior banco privado do país, Bradesco, anunciou nesta sexta-feira, dia 5, a compra do Banco ibi, braço financeiro das lojas C&A, por cerca de 1,4 bilhão de reais em ações. Com a operação, o Bradesco dobrará sua base de clientes de cartões de crédito. Mais uma vez, o Bradesco mostra que a ganância por lucros é sua única preocupação.

O banco só quer saber de aumentar patrimônio e encher os cofres. E, enquanto isso, deixa completamente à parte os funcionários, que são os reais responsáveis pelo desempenho da empresa.

Ao contrário: penaliza seu quadro de pessoal e ocupa o primeiro lugar no ranking de um título vergonhoso. O Bradesco é o único grande banco que não concede o auxílio-educação aos trabalhadores. E ainda se diz inovador. Uma verdadeira piada!

O Bradesco precisa entender, de uma vez por todas que, para inovar e valorizar a categoria, é preciso…

– Conceder auxílio-educação;

– Ter isonomia de tratamento para os homoafetivos e extender o plano de saúde a parceiros do mesmo sexo, como já fazem o Banco do Brasil e a Caixa Federal.

– Cumprir com o dever de contratar pessoas com deficiência. Elas são apenas 1.285 dos 86.622 trabalhadores da empresa, de acordo com o balanço social e ambiental do banco, de 2008, que não divulga se alguma dessas pessoas ocupa cargo de chefia. É preciso priorizar a contratação de trabalhadores com deficiência e, mais do que isso, pensar na ascensão profissional desses bancários.

– Dar atenção para as mulheres na instituição. Embora tenha ocorrido uma ampliação nos cargos de chefia, o percentual ainda é insuficiente principalmente em funções de maior remuneração.

– Nos seus indicadores, o banco apresenta que 13.374 funcionários são negros, mas o dado não é específico da função de bancário. Isso mostra que o número de bancários negros e bancárias negras é ainda menor. Desses trabalhadores, somente 14,40% estão nos cargos de chefia.

– Ampliar a licença-maternidade de quatro para seis meses é uma das principais reivindicações desde que a lei foi aprovada pelo Congresso Nacional. Como ela é facultativa, os bancos têm se negado a cumprir.

Enquanto não cumpre com a sua parte, o Bradesco segue Incompleto.

A compra do Banco ibi

A compra do ibi ainda envolve acordo de 20 anos para o Bradesco ser fornecedor exclusivo de produtos e serviços financeiros da rede de varejo.

O valor a ser pago aos acionistas do ibi, o grupo suíço Cofra que também controla a C&A, representa aproximadamente 1,6 por cento do capital social do Bradesco, informou o banco em comunicado. A operação também inclui a corretora de seguros e outras duas empresas do ibi.

Com a aquisição, o Bradesco eleva sua base de cartões de crédito private label de 13,3 milhões para 34,1 milhões, segundo dados do fim de 2008 divulgados pelo banco. Enquanto isso, a base de cartões bandeirados do banco passa de 22 milhões para 31,8 milhões.

Enquanto isso, o Bradesco adiciona faturamento de 9,9 bilhões de reais a sua operação de cartões de crédito, segundo dados do fim do ano passado, para 56,5 bilhões de reais.

O ibi, que vai se tornar subsidiária do Bradesco, tinha ao final do ano passado patrimônio líquido de 928 milhões de reais e ativos totais de 5,6 bilhões de reais.

A operação ocorre depois que o Bradesco caiu da primeira posição entre os bancos privados do país após o Itaú ter assumido o controle do Unibanco. As últimas aquisições importantes do Bradesco incluem a corretora Ágora em 2008, por cerca de 800 milhões de reais, e do banco BMC, em 2007, também por aproximadamente 800 milhões de reais.

O banco não informou quando espera que a operação será finalizada.

Fonte: Imprensa/SindBancários com Reuters

Veja outras notícias

Bancários vão começar a mobilização para a Campanha Nacional

Organização e agitação pelas entidades e participação da categoria são fundamentais A data-base dos reajustes salariais, vales refeição e alimentação, valores da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e tantos outros direitos previstos na Convenção Coletiva de...

Eleições Cassi: Contraf-CUT apoia chapas 6 e 33

Entidade apoia fortalecimento da representação de associados dentro da caixa de assistência A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) declarou apoio às chapas 6 e 33 nas eleições na Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do...