Notícias

NESTA QUINTA TEM NOVA RODADA ENTRE O COMANDO NACIONAL DOS BANCÁRIOS E A FENABAN

Nesta quinta-feira, dia 17, em São Paulo (SP), ocorre nova rodada de negociações entre o Comando Nacional dos Bancários e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os banqueiros prometem, dessa vez, apresentar uma proposta global de acordo coletivo para os bancários, mas a categoria reivindica aumento real, PLR maior e mais justa, Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) em todos os bancos, valorização dos pisos e das verbas salariais, saúde, segurança, garantia no emprego e melhores condições de trabalho, além de combate ao assédio moral e às metas abusivas.

O recado das manifestações realizadas em todo o país é um só: se os bancos não começarem a levar a sério as negociações da campanha salarial deste ano, trazendo propostas concretas e que atendam às expectativas da categoria, os bancários estão prontos e dispostos a deflagrar novamente greve por tempo indeterminado. Os sindicatos filiados à Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT) estão sendo orientados a ampliar essa mobilização em suas bases.

Em Porto Alegre, o SindBancários realizou na terça e quarta suas caravanas, com visitas aos bancos localizados na avenida Farrapos, São Pedro, Benjamin Constant, Assis Brasil, da Volta do Guerino ao Cristo Redentor, Azenha e Menino Deus.

Não há justificativa para que as reivindicações dos bancários não sejam atendidas, pois o setor financeiro foi o que mais lucrou no primeiro semestre deste ano, tendo em vista que os 21 maiores bancos do país obtiveram lucros de R$ 14,3 bilhões.

O presidente do SindBancários, Juberlei Baes Bacelo, integrante do Comando Nacional, será um dos representantes dos bancários gaúchos na negociação. "Vamos dar a resposta certa para acabar com o descaso da Fenaban. O Comando dos Bancários leva as negociações a sério, mas o mesmo não ocorre da parte dos banqueiros. Os lucros comprovam que os bancos podem atender as nossas reivindicações. Exigimos que os bancos apresentem uma proposta decente", afirma Juberlei.

Fonte: Sindbancários

Veja outras notícias

Advogada alerta para regras de transição

Após a Reforma da Previdenciária de 2019, que à época retirou direitos fundamentais de mais de 100 milhões de brasileiros(as, quem já estava no mercado de trabalho e perto de se aposentar pode utilizar uma das quatro Regras de Transição para se aposentar, como explica...

Funcef ataca democracia ao descumprir edital de eleição

Decisão temerária e sem transparência para reabrir inscrições de candidatos macula o processo A Fundação dos Economiários Federais (Funcef), que administra os fundos de previdência das empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal, sem apresentar qualquer...

COE Santander conquista avanços para os Gerentes Empresas

Processo de negociação sobre Multicanalidade Santander ainda vai continuar para beneficiar todos os trabalhadores da rede de agências A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander saiu da reunião com a direção do banco, nesta quinta-feira (22), com...