Notícias

TARIFAS AVULSAS CUSTAM MENOS QUE PACOTES DE BANCOS, INDICA PROCON

Levantamento do Procon-SP divulgado nesta terça-feira conclui que é mais barato para o cliente de banco pagar as tarifas de renovação de cadastro e de remessa de talão de cheques de modo avulso, ao invés de optar por um pacote padronizado.

O Procon levou em conta as tarifas cobradas pelos bancos em abril deste ano. Foram coletados dados do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco.

No pacote padronizado o valor médio gasto com os bancos é de R$ 20,05. Já no pagamento avulso das tarifas, o valor médio fica em R$ 10,76, o que corresponde a uma diferença de 86,34%.

Na pacote padronizado pelo Banco Central estão incluídos os serviços de cadastro inicial e renovações (2 por ano), saques (8 por mês), extratos (6 por mês) e transferências entre contas do próprio banco (4 por mês). A diferença entre os valores cobrados por cada banco representa uma diferença de 80%.

Para calcular o valor gasto com as tarifas avulsas, o Procon utilizou um perfil hipotético com as principais características dos correntistas. No perfil estão incluídos o uso da remessa domiciliar de talão de cheques (1 por mês), renovação do cadastro (2 por ano) e os demais serviços gratuitos até o limite estipulado pelos bancos, como extratos, saques e transferências.

O levantamento do Procon também comparou a diferença dos valores cobrados pelos bancos entre abril deste ano e outubro do ano passado. Os dados, tabulados pela Folha Online, mostram que, em média, as tarifas cobradas pelos dez bancos caíram 14,1% no período, puxada principalmente pelas reduções no Unibanco, Nossa Caixa e Real.

Apesar das reduções, o Real ainda cobra o maior valor no pacote padronizado (R$ 27). Já as reduções no Unibanco foram um dos pontos acertados na fusão com o Itaú, em novembro do ano passado. Ficou estipulado que os bancos cobrariam as mesmas tarifas, com base nas de menor valor.

Fonte: Folha Online

Veja outras notícias

COE Bradesco debate reestruturação no banco

Movimento sindical está preocupado com os rumos da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu, na tarde de terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São...