Notícias

Último dia de votação: escolha os candidatos do “Movimento em Defesa da Funcef”

Fenae apoia Leonardo Quadros para Diretoria de Administração e Controladoria (12), Maria Gaia e Amanda Leite para o Conselho Deliberativo (31) e Wagner Ferreira e Mizaki Mitiue para o Conselho Fiscal (21). Vote nesses candidatos até 18h desta sexta-feira (19)

É hoje, participantes ativos e assistidos, maiores de 18 anos! A votação em primeiro turno das eleições da Fundação dos Economiários Federais (Funcef) entra, nesta sexta-feira (19), no último dia. Caso ainda não tenha votado você pode fazer sua escolha até às 18h. Não deixe para a última hora! Exerça seu direito e escolha seus representantes para ocuparem os cargos na Diretoria de Administração e Controladoria, no Conselho Deliberativo e no Conselho Fiscal.

A Fenae apoia e indica o voto nos candidatos que integram o “Movimento em Defesa da Funcef”: Leonardo Quadros – 12 (Diretoria de Administração e Controladoria), Maria de Jesus Demétrio Gaia/titular e Amanda Fakih Leite Scheller/suplente – 31 (Conselho Deliberativo) e Wagner Ferreira/titular e Mizaki Toshio Mitiue/suplente – 21 (Conselho Fiscal).

“A confirmação de voto nesses candidatos, sempre na defesa dos empregados e participantes da Funcef, visa assegurar uma gestão transparente e comprometida com os interesses de todos os ativos, aposentados e assistidos. Esses candidatos possuem competência técnica adequadas para exercerem os cargos, tendo ainda nosso respeito e confiança”, declara Sergio Takemoto, presidente da Fenae.

Têm direito a voto todos os participantes ativos e assistidos maiores de 18 anos, inscritos nos planos de benefícios da Funcef até 31 de janeiro de 2024. A votação está acontecendo por meio de sistema eletrônico, com acesso por CPF e senha pessoal do eleitor, pelo site https://www.funcef.com,br/ ou aplicativo móvel da Fundação.

Feito isso, o passo seguinte é selecionar nossos candidatos. Vote 12, em Leonardo Quadros, para a Diretoria de Administração e Controladoria, vote 31, em Maria Gaia/titular e Amanda Leite/suplente, para o Conselho Deliberativo, e vote 21, em Wagner Ferreira/titular e Mizaki Mitiue/suplente, para o Conselho Fiscal.

Caso necessário, o segundo turno será realizado entre os dias 27 e 30 de abril. Os resultados serão divulgados após cada turno. Os candidatos eleitos assumem seus cargos em 31 de maio de 2024 para mandatos de quatro anos.

Propostas dos candidatos do “Movimento em Defesa da Funcef”

– Defender a incorporação do REB pelo Novo Plano que preserve direitos.
– Atuar no aprimoramento da Tecnologia de Informação da Funcef, acelerando as mudanças necessárias para o atendimento das demandas da Fundação.
– Construir uma proposta para enfrentar o superendividamento de parcela dos participantes.
– Defender a revisão do regulamento do REG/Replan Não-Saldado, alterado de forma irregular entre 2020 e 2022, com reflexos prejudiciais a seus participantes.
– Buscar o aprimoramento contínuo da gestão de riscos, acompanhando os trabalhos do Comitê de Riscos e do Comitê de Auditoria.
– Defender mecanismos de recomposição do poder de compra e direitos como o FAB, FRB e a manutenção das atuais regras de pensão e benefícios de risco.
– Atuar para a implementação de Perfil de Apetite de Risco para o REB/Novo Plano durante a fase de contribuição, possibilitando a seus participantes a decisão de alocar seus recursos conforme os parâmetros definidos.
– Avaliar as políticas de gestão de pessoas, priorizando a revisão de processos, treinamento e capacitação e revisitando o plano de cargos e salários da Funcef, buscando propiciar o aumento da eficiência, o desenvolvimento e a retenção de profissionais.
– Contínua prestação de contas aos participantes, por divulgação direta e por meio de ações realizadas em conjunto com as entidades representativas.
– Realizar o levantamento dos valores desembolsados pela Funcef em cumprimento de ações judiciais originadas pela relação de trabalho entre o participante e a Caixa (contencioso), viabilizando que a patrocinadora seja responsabilizada.
– Garantir o fiel cumprimento da legislação em vigor, normas da Previc e resoluções do CNPC, de forma a assegurar a integridade operacional da Funcef.
– Realizar contínuo benchmark com entidades fechadas de previdência complementar (EFPCs) comparáveis à Funcef, buscando o aprimoramento da Fundação.
– Buscar proposta para solução das ações de recomposição dos benefícios das mulheres pré-78.

FONTE: FENAE

Veja outras notícias