Notícias

VOTAÇÃO DA EMENDA DO SENADO SOBRE REAJUSTE DE APOSENTADORIAS É ADIADA

Congresso adia votação de reajuste de aposentadorias. Medida provisória sobre setor elétrico trancou a pauta e adiou votação de projeto de lei sobre aposentadorias

Aposentados manifestaram-se contra adiamento da votação (Foto: Agência Câmara/Rodolfo Stuckert)
A votação do projeto de Lei 1/07 que pode garantir a todos os benefícios mantidos pela Previdência Social o mesmo aumento concedido ao salário mínimo, na Câmara dos Deputados, foi adiada e só deve ocorrer na próxima semana, graças ao pedido de dilatação de prazo do relator de outro assunto que estava na pauta desta quarta-feira (4).

O deputado João Carlos Bacelar (PR-BA), relator da Medida Provisória 466/09 que trata do setor elétrico, pediu prazo de mais uma sessão para apresentar seu parecer, o que automaticamente tranca o restante da pauta.

O presidente da Câmara, deputado Michel Temer (PMDB-SP), concedeu prazo de uma sessão. "Não há como negar o pedido do relator, que é regimental". Ao pedir o adiamento, Bacelar fez elogios aos aposentados, mas ressaltou que não tinha como dar o parecer às emendas do Senado à MP. "Essa MP é a mais importante do setor elétrico brasileiro".

Aposentados: Temer promete apoio para votar proposta de reajusteComo a MP está trancando a pauta, nenhuma outra matéria poderá ser votada antes dela, inclusive o PL 1/07, de autoria do deputado Paulo Paim (PT/RS).

Mais de 500 aposentados presentes à sessão da Câmara se manifestaram contra o anúncio da concessão de prazo a Bacelar que adiou a votação do PL.

Antes do inicio da sessão, o líder do PT, deputado Cândido Vaccarezza, afirmou que não há condições de votar o reajuste neste momento, até porque está em andamento uma negociação entre o governo e os aposentados. "É uma votação complexa e para votar é preciso ter acordo. Não é correto vincular o reajuste ao concedido ao salário mínimo".

De acordo com o líder, no governo Lula os aposentados tiveram reajuste maior do que a inflação e "os que ganham mais de um salário mínimo receberam a inflação do período". Segundo ele, o governo está buscando um acordo para resolver o impasse do reajuste dos aposentados que ganham mais de um salário.

Vaccarezza defendeu que o governo conceda um reajuste aos aposentados a partir de primeiro de janeiro do ano que vem e continue a discussão sobre o fator previdenciário.

Mesmo com pedidos frequentes de Temer para que os aposentados se contivessem, todas às vezes que algum deputado da base usava a tribuna para tentar explicar por que a proposta não seria votada, eles se manifestavam repudiando as afirmações dos parlamentar governista.

Substitutivo

Em agosto, governo e centrais fecharam acordo para elaboração de um substitutivo global, que foi apresentado pelo relator do fator previdenciário, deputado Pepe Vargas (PT/RS) e está em análise pelas comissões da Câmara dos Deputados, sem data para ir a plenário.

O acordo prevê a criação de uma política de valorização do salário mínimo até 2023 e de recuperação das aposentadorias para garantir reajuste aos aposentados que ganham acima de um salário mínimo.

A negociação também apontou para o fim do fator previdenciário e a adoção de uma nova fórmula para as aposentadorias com base na fórmula "95/85" em que homens poderiam se aposentar quando a soma da idade e do tempo de contribuição for 95 e, para as mulheres, 85.

*Agência Brasil

 

Veja outras notícias

Advogada alerta para regras de transição

Após a Reforma da Previdenciária de 2019, que à época retirou direitos fundamentais de mais de 100 milhões de brasileiros(as, quem já estava no mercado de trabalho e perto de se aposentar pode utilizar uma das quatro Regras de Transição para se aposentar, como explica...

Funcef ataca democracia ao descumprir edital de eleição

Decisão temerária e sem transparência para reabrir inscrições de candidatos macula o processo A Fundação dos Economiários Federais (Funcef), que administra os fundos de previdência das empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal, sem apresentar qualquer...

COE Santander conquista avanços para os Gerentes Empresas

Processo de negociação sobre Multicanalidade Santander ainda vai continuar para beneficiar todos os trabalhadores da rede de agências A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander saiu da reunião com a direção do banco, nesta quinta-feira (22), com...