Notícias

BANCÁRIOS DO BRADESCO FAZEM SEGUNDA RODADA DE NEGOCIAÇÃO DA CAMPANHA

                  Trabalhadores querem ampliar a mobilização para garantir avanços "" 


A Contraf-CUT assessorada pela COE- Comissão dos empregados do Bradesco realizou a segunda rodada de negociação com a direção do banco nesta quinta-feira (16) na sede do banco, na Cidade de Deus, em Osasco-SP, para tratar da minuta de reivindicações específicas. O representante dos bancários gaúchos na negociação foi o diretor do Sindicato dos Bancários de Santo Ângelo, Mauro Mânica.


Foram debatidas a cláusula 2, que trata do combate às metas abusivas e melhoria de condições de trabalho e a cláusula 8, que trata do parcelamento do salário de adiantamento de férias. Os bancários entregaram ainda o documento com o Programa de Retorno ao Trabalho, elaborado pela COE.

Os dirigentes colocaram com clareza que a política do banco de cercear o atendimento a clientes está expondo os trabalhadores a estresse, agressão física, moral e psicológica, destacando que o banco com essa postura contraria a norma 3694/09, parágrafo 3º, do Banco Central.

Com relação às metas abusivas, os bancários denunciaram o reenquadramento das contas exclusive, que tornou ainda mais difíceis as já péssimas condições de trabalho. Reivindicaram ainda mais contratações e propuseram que as metas não sejam individuais, mas sim, coletivas.

Sobre o documento que traz a cláusula do Programa de Retorno ao Trabalho, que trata de pessoas adoecidas no retorno da licença, o banco se predispôs a analisar e a discutir no GT paritário de Saúde, que será retomado.

Para Gheorge Vitti, é fundamental que se intensifique a campanha de valorização e a mobilização em todo o País. "Demonstramos a nossa força no dia nacional de luta realizado hoje, com manifestações em todos os estados brasileiros. Somente a ampla participação dos bancários vai fortalecer as negociações e nos permitirá avançar nas conquistas da campanha nacional 2015", destaca o coordenador da COE.

"A campanha de valorização é fundamental e há várias maneiras de participar, como por exemplo, a campanha nas mídias sociais, divulgando hashtags como #agoraécoBRAr", destaca o dirigente.
O banco ficou de trazer respostas para as reivindicações apresentadas na rodada de hoje e apontou o dia 29 como data indicativa para a realização da terceira rodada de negociação.

"Os bancários gaúchos precisam se integrar às atividades de mobilização. Sem pressão não haverá qualquer avanço nas negociações específicas. Não podemos tolerar mais a política de enrolação do Banco e negociações sem efeito na prática", destaca o representante gaúcho na COE, Mauro Mânica.

Veja aqui a íntegra da minuta específica de reivindicações dos funcionários do Bradesco

*Contraf/CUT

 

Veja outras notícias

Bancários organizam Dia Nacional de Luta Menos Metas Mais Saúde

Categoria realizará manifestações nas ruas e nas redes sociais para reivindicar o fim de cobrança excessiva de metas O movimento sindical bancário organiza, em todo o país, ações para o "Dia Nacional de Luta #MenosMetasMaisSaúde", para o dia 24 de julho. O objetivo é...

COE Bradesco entrega minuta de reivindicações dos bancários

Documento aborda temas cruciais como a manutenção dos empregos, segurança das agências e contratação da remuneração total dos trabalhadores A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco entregou, na manhã desta sexta-feira (19), a minuta de reivindicações...