Notícias

DIFERENÇA DAS TAXAS ENTRE BANCOS CHEGA A 80%

Com a entrada em vigor de nova regulamentação sobre as tarifas cobradas por serviços bancários , no ano passado (Resolução CMN 3.518), a receita das instituições com prestação de serviços caiu. Segundo um levantamento da Fundação Procon, o pacote padronizado de serviços sofreu uma queda média de 6,13% desde outubro do ano passado. O levantamento mostra uma redução no valor médio de R$ 21,36 para R$ 20,05 no período. Caixa Econômica Federal, Itaú e Unibanco cobram o valor mais baixo, R$ 15. O ABN Real, o mais caro, cobra R$ 27, uma diferença de 80%.

Outro estudo, conduzido pelo consultor legislativo da Câmara dos Deputados, Luiz Humberto Veiga, indica que, na comparação anual, as grandes instituições tiveram uma perda média de 6,57% em dezembro de 2008 com receita de serviços, em relação ao ano anterior. Em 2007, o incremento das receitas com serviços chegou a 21,6%, ante 2006.

Entre os bancos comparados pelo relatório – Itaú, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Santander, HSBC, Votorantim e Safra-, apenas as instituições federais e o banco Votorantim tiveram ganhos nesse tipo de receita. O Banco do Brasil teve um aumento de 4,8% em seu resultado com prestação de serviços, para R$ 5,337 bilhões, enquanto a Caixa teve incremento de 6% na comparação anual, a R$ 3,735. E o Votorantim conseguiu melhorar sua receita com prestação de serviços em 12%, a R$ 328,771 milhões.

Ainda segundo Veiga, as receitas com serviços foram usadas como uma aproximação das receitas com tarifas, "uma vez que estas últimas estão inseridas nas primeiras".
Ainda segundo o estudo, é "necessário rever a possibilidade de repasse de custos de serviços de crédito contratados pelo banco para o cliente.

É importante, igualmente, repensar a possibilidade de reajuste semestral, não apenas tendo em conta que a relação bancária não é facilmente desfeita (custos de mudança), como também pelo fato de se configurar injustiça para com os demais setores da sociedade que só têm autorização legal para fazer reajustes a cada ano".

Pacote básico

A Fundação Procon também constatou que o cliente que opta por pagar as tarifas bancárias, como renovação de cadastro e remessa de talão de cheques, de modo avulso, deve conseguir uma economia de até 53,6% em relação àqueles que optam por adquirir o pacote personalizado.

A pesquisa foi feita no mês de abril, com dez instituições – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Nossa Caixa, Real, Safra, Santander e Unibanco. O Procon informa ainda que coletou as informações no site das instituições.

O estudo concluiu que, no pacote padronizado, o valor médio gasto com os bancos é de R$ 20,05. No pagamento avulso das tarifas, o valor médio fica em R$ 10,76.

Na definição de pacote padronizado estão inclusos, pelo Banco Central, os serviços de cadastro inicial e renovações, oito saques mensais, seis extratos por mês e quatro transferências entre contas do próprio banco.

A variação entre os valores cobrados por cada banco perfaz uma diferença de 80%. Para a avaliação, o Procon considerou um perfil hipotético, que use uma remessa domiciliar de talão de cheques, duas renovações de cadastro e demais serviços gratuitos até o limite estipulado pelos bancos.

A entidade verificou ainda uma diferença de até 300% nas tarifas cobradas pelas instituições. No cheque de transferência bancária, o maior valor cobrado foi verificado no HSBC, de R$ 1,60, ante uma tarifa de R$ 0,40 do Itaú Unibanco. O valor médio verificado do serviço foi de R$ 1,17.

Com a limitação do período em que os bancos podem reajustar suas tarifas, os ganhos com a cobrança por prestação de serviços caíram 6,13% desde outubro do ano passado, segundo a Fundação Procon.

Fonte: DCI

Veja outras notícias

Advogada alerta para regras de transição

Após a Reforma da Previdenciária de 2019, que à época retirou direitos fundamentais de mais de 100 milhões de brasileiros(as, quem já estava no mercado de trabalho e perto de se aposentar pode utilizar uma das quatro Regras de Transição para se aposentar, como explica...

Funcef ataca democracia ao descumprir edital de eleição

Decisão temerária e sem transparência para reabrir inscrições de candidatos macula o processo A Fundação dos Economiários Federais (Funcef), que administra os fundos de previdência das empregadas e empregados da Caixa Econômica Federal, sem apresentar qualquer...

COE Santander conquista avanços para os Gerentes Empresas

Processo de negociação sobre Multicanalidade Santander ainda vai continuar para beneficiar todos os trabalhadores da rede de agências A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander saiu da reunião com a direção do banco, nesta quinta-feira (22), com...