Notícias

OMS CONFIRMA QUASE 800 MORTES POR GRIPE SUÍNA NO MUNDO

A OMS (Organização Mundial de Saúde) confirmou nesta sexta-feira que o vírus da gripe suína, denominado oficialmente A (H1N1), já matou quase 800 pessoas em todo o mundo. A nova gripe já foi registrada em 160 países, confirmou o porta-voz da organização, Gregory Hartl.

"Se for levado em conta que a propagação do vírus alcança 160 dos 193 países membros da OMS, nos aproximamos dos 100%", declarou Hartl à imprensa. "No que se refere aos mortos, acredito que estamos agora perto dos 800", acrescentou.

Segundo dados do Ministério de Saúde, o Brasil tem 1.536 casos confirmados da doença. O número de mortes no país subiu nesta quinta-feira para 34 –16 no Rio Grande do Sul, 12 em São Paulo, 5 no Rio e 1 no Paraná.

Hartl disse que os cientistas da OMS "não observaram, por enquanto, nenhuma mudança no comportamento do vírus". O principal problema, afirmou, é sua rápida propagação geográfica e, em certos países, sua concentração em grupos específicos.

O maior número de casos continua sendo entre adolescentes e jovens. Por enquanto, não há uma explicação científica para isso, embora haja suposições de que os primeiros focos ocorreram em estabelecimentos de ensino e, nesses ambientes, o contágio é mais fácil.

A organização recomendou que os países parem de fazer exames de laboratório em todos os suspeitos de ter contraído o vírus, em vista das proporções da propagação da doença, e que concentrem seus recursos na contenção da pandemia e no tratamento dos doentes com sintomas graves.

Além disso, os países devem continuar informando sobre cada morte devido ao vírus A (H1N1) confirmada em laboratório.

"Infelizmente, é normal que quanto mais casos, mais mortes ocorram", disse Hartl.

O novo vírus (H1N1) foi detectado pela primeira vez no fim de março no México. A OMS declarou estado de pandemia em 11 de junho passado, ressaltando que o alerta deve-se à rápida propagação e não à letalidade do vírus –que é, em média, de 0,5%.

A OMS desistiu na semana passada de contabilizar todos os casos de gripe suína no mundo pela velocidade sem precedentes da transmissão e os altos custos do processo.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório. Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).

Fonte: Folha Online

Veja outras notícias

Bancários vão começar a mobilização para a Campanha Nacional

Organização e agitação pelas entidades e participação da categoria são fundamentais A data-base dos reajustes salariais, vales refeição e alimentação, valores da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e tantos outros direitos previstos na Convenção Coletiva de...

Eleições Cassi: Contraf-CUT apoia chapas 6 e 33

Entidade apoia fortalecimento da representação de associados dentro da caixa de assistência A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) declarou apoio às chapas 6 e 33 nas eleições na Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do...