Notícias

RECEITA FEDERAL VAI TRIPLICAR A FISCALIZAÇÃO SOBRE OS BANCOS

Atualmente, a principal delegacia especializada em supervisionar esses contribuintes, que funciona em São Paulo, tem apenas 20 funcionários

A Receita Federal vai aumentar em 3,5 vezes o número de auditores que fiscalizam as instituições financeiras e ampliar o alcance das análises para incluir todas as empresas ligadas a bancos.

Atualmente, a principal delegacia especializada em supervisionar esses contribuintes, que funciona em São Paulo, tem apenas 20 funcionários diretamente envolvidos nas fiscalizações. O objetivo é aumentar esse número para 70. O preenchimento das vagas para a delegacia de instituições financeiras está sendo feito por concurso interno.

O setor, que responde por 11% da arrecadação da Receita (ou cerca de R$ 62,5 bilhões), é hoje um dos alvos preferenciais de críticas do governo por causa das altas taxas de juros que são cobradas.

A nova orientação é para que se faça um cruzamento de informações que envolvam todo o grupo financeiro, levantados indícios de sonegação. No ano passado, segundo dados divulgados em fevereiro, o crédito gerado pelas autuações contra sonegadores, de R$ 75,6 bilhões, caiu R$ 32,4 bilhões se comparado ao de 2007.

*Folha de São Paulo
03/03/2009

Veja outras notícias

Contraf-CUT e Fenae lançam subsídios que destacam papel social da Caixa

Capilaridade territorial do banco garante acesso da população aos serviços bancários e sociais A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) lançaram nesta terça-feira...

Fenae recebe homenagem da Câmara dos Deputados

Nesta terça-feira (28), véspera da data em que completa 53 anos de existência, será realizada uma sessão solene para homenagear a entidade; na ocasião serão lançados dois subsídios que contribuem com a luta em defesa dos direitos das empregadas e empregados e do...