Notícias

REPRESENTANTE NA CA VOTA CONTRA ABERTURA DE CAPITAL DA CAIXA SEGURADORA

Maria Rita Serrano seguiu orientação do 31º Conecef
 
O Conselho de Administração da Caixa aprovou, no dia 25 de junho, o início do processo de abertura de capital da Caixa Seguridade Participações. Na oportunidade, a conselheira eleita representante dos empregados, Maria Rita Serrano, votou contra a medida seguindo a orientação do 31º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), ocorrido em São Paulo, entre os dias 12 e 14 de junho. Fernando Neiva, conselheiro titular, não pode participar da reunião.

No 31º Conecef, os quase 350 delegados, representando trabalhadores de todo o país, se posicionaram contrários a venda de ações da companhia de seguros. O assunto esteve em discussão no Congresso, mas não foi possível aprofundar o debate por conta da falta de informações sobre o processo.

A abertura de capital da Caixa Seguradora foi ventilada pelo governo, no final do ano passado, juntamente com a possibilidade de venda de ações do banco. Em abril deste ano, o governo decidiu manter a Caixa 100% pública e restringir a movimentação na bolsa à unidade de seguros da empresa, que já tem sócio privado, o grupo francês CNP Assurances.

Depois disso, a Caixa criou uma Holding Caixa Seguridade Participações que agrega várias empresas, entre elas a Caixa Seguradora e agora foi aprovada a abertura de capital da Holding.

Segundo nota divulgada pela assessoria da Caixa, a oferta base será de 25% de ações da companhia em cumprimento às regras definidas para tal segmento.

*Fenae

Veja outras notícias

Funcef: Empregados têm proposta e querem apresentar

Ampla maioria dos participantes rejeita proposta apresentada pela Caixa e pela Funcef e quer participar da construção de uma nova opção que não reduza seus direitos A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), juntamente com a Federação...